Juiz condena réu a se vestir de galinha

Um homem foi condenado a se vestir de galinha e sair na rua fazendo propaganda contra um famoso bordel americano.

Daniel Chapdelaine foi um de três réus condenados pelo juiz Michael Cicconetti por abordar prostitutas na rua, o que é ilegal no Estado de Ohio. A fantasia incluiu um cartaz que dizia que não se aceita “galinheiro” na cidade, numa referência a um bordel famoso no país, no Estado de Nevada, e que é conhecido como “Granja”.

Esta não é a primeira sentença pouco convencional de Cicconetti. Uma mulher que abandonou gatinhos foi obrigada a passar a noite sozinha numa mata sem água e sem comida, e um homem que chamou um policial de porco teve que ficar de pé em uma esquina ao lado de um porco, segurando um cartaz que dizia: “Este não é um policial.”

Fonte: UOL

Se a moda pega por aqui, muita gente vai ter que passar um bom tempo dizendo ´pobrema´.

3 respostas para Juiz condena réu a se vestir de galinha

  1. tarsischwald disse:

    ESTOUPUTAQUEPARILIZADO!
    AHAHAHAHA

    Será que o ex-presidente da Infraero não devia, no mínimo, ser condenado a ficar pelado em congonhas com um aviãozinho réplica enfiado no Cú?

  2. Rev. Peterson Cekemp disse:

    heaheaheaheaheahaehaeh
    booooooa, gostei da idéia

  3. anacranes disse:

    Porra gostei desse cara!

    Esse é dos meus!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: